24/03/2009

Zeebo vs OnLive adivinha quem ganha?

Uma breve comparação, ênfase minha:

Zeebo:
A Tectoy anunciou nesta quarta (12) o lançamento de um videogame 100% brasileiro, que deve chegar oficialmente ao mercado em julho de 2009. O Zeebo será fabricado em Manaus, tem previsão de preço de R$ 599, virá acompanhado de um controle e seis jogos na memória: "Fifa", "Brain challenge", Super action hero", "Prey evil", "Need for speed" e "Quake".
[...]
Reinaldo Normand, gerente-geral da Tectoy Mobile, diz que a qualidade gráfica dos jogos pode se aproximar do padrão de PlayStation 2 - mas sem as "cutscenes", trechos renderizados em computação gráfica. No catálogo de jogos previstos para março de 2009 aparecem clássicos como "Double dragon", "Virtua tennis", "Ridge racer" e "Quake II".
Mais informações:
Tectoy anuncia novo videogame 100% brasileiro (G1)


Ok, eu respeito a inciativa do console nacional com jogos por download. Não vou entrar no mérito risível do "console anti-pirataria" (afinal, eu nem achei digno de colocar na comparação. E todo mundo sabe que não existe sistema de segurança tão seguro que ninguém possa quebrar, então essa parte é só questão de tempo). Meu problema é o catálogo.



OnLive:
OnLive is a new gaming service, slated to launch towards the end of 2009. The core idea of OnLive is to make all modern games playable on any system. The actual heavy lifting of rendering, AI, and other gameplay is handled by big iron servers, which are loaded with multiple CPUs and high-end graphics chips (GPUs).

The player has a simple, lightweight client running on a PC or Mac or, alternatively, may opt for w
hat OnLive is calling a "MicroConsole" to play on a big screen TV. No large, power-hungry console needed, no high-end GPU or CPU required on the PC.
In other words, welcome to gaming in the Internet cloud.

[...]

When you fire up a game using the browser built into the client software, the game will actually launch on the server. It's possible you'll see a "game loading" progress bar, but the goal is to have games load nearly instantaneously. As you play, the server compresses the outgoing, rendered video stream in real time, while accepting game input packets from the client.

According to Perlman, the latency of playing a game is at least as good, and usually better than, playing on a LAN, and should be as good as playing on a local PC.

Mais informações:
OnLive Aims to Make Game Consoles Obsolete
[GDC 09] OnLive anunciado

Resumindo: o OnLive é um sistema que utiliza um plug-in de navegador para rodar jogos de última geração perfeitamente em qualquer computador que tenha uma conexão com a internet. A conexão precisa ser boa, mas é qualquer computador. E o custo estimado desse serviço? US$50.00.

Serviço nacional de pay-for-download de jogos velhos: R$ 599.00 pelo console + entre R$ 9.90 e R$ 29.90 por jogo que não pode ser tirado do console, logo, eventualmente deve ser deletado para que você use outro jogo.
Serviço gringo de pay-to-play com jogos última geração: US$ 50.00.


Preciso falar mais alguma coisa?

4 comentários:

  1. O problema de jogos, ou computacao, nas nuvens eh que tem mais uma "camada" para dar problemas. A tv (ou monitor) pode dar problema, energia pode faltar e agora, podemos ficar sem conexao!

    Muitas foram as vezes em que a Internet "caiu" numa tarde entediante de domingo e soh me restou jogar video game para nao morrer de tedio.

    PS: Desculpe-me pela falta de acentos, misteriosamente todos pararam de funcionar nos ultimos minutos!

    ResponderExcluir
  2. Acho que é meio utópico acreditar que o Zeebo vai vender por R$ 599,00 - tendo essa gama de jogos -, sendo que um PS2 já ta custando muito menos que isso.
    Sem falar que o preço deve cair vertiginosamente, se não ficar obsoleto, com o anúncio da Sony de lançar o PS4 por volta de 2010.
    Sad but true...

    ResponderExcluir
  3. Pra mim seria até melhor que vendesse por menos, sou totalmente a favor. Mas o preço já foi anunciado como US$199 por jornais e revistas internacionais...

    Quanto aos anúncio do PS4, acho que não é o mesmo mercado, considerando que o Zeebo é um console para jogos antigos de baixa resolução e tamanho máximo de 50M, um mundo de diferença.

    ResponderExcluir
  4. Eu não quero parecer chato com o Zeebo, mas ainda não confio na sua capacidade de transmissão via 3G, para os games. E como ainda sou e sere um adepto do Play 2, dificilmente vou olhar o Zeebo com outros olhos até o final do ano que vem.

    Agora, se o OnLive funcionar bem e mais, se funcionar no Brasil, com esta banda larga podre que temos, não tenho a menor duvida que será ele o grande vencedor e os motivos para isto são mais do que óbvios

    Até.

    ResponderExcluir

Comentários são apreciados. Spam é punida com a morte.